Joseph Kura deixou a esposa e seus sete filhos. “Eu sempre vou me lembrar do dia em que perdi meu marido e meu melhor amigo”

4581962

Ultimamente, a igreja nigeriana tem enfrentado grandes batalhas e também tem levantado grandes soldados para vencer essa guerra que é a perseguição religiosa no país. No topo da atual Classificação (12º lugar), a Nigéria tem lutado para que o cristianismo seja banido de suas terras. O governo nigeriano não poupa esforços para defender o islã, e nessa investida, alguns dos nossos guerreiros perdem a vida. Recentemente, a igreja de Cristo perdeu Joseph Kura, líder cristão que atuava na Nigéria e também Presidente da Associação Cristã da Nigéria (CAN), no Estado de Nasarawa, região central do país.

O líder foi morto pelos pastores fulani (fazendeiros nômades) e deixou sua esposa Martina* e seus sete filhos. A Portas Abertas visitou a família, recentemente, e esteve encorajando Martina a seguir em frente, com a força do Espírito Santo. “Eu sempre vou me lembrar do dia em que perdi meu marido e meu melhor amigo. Dois dias antes do ataque, Joseph discutiu com um lenhador, que o acusou de ter cortado uma árvore que lhe pertencia. Ele relatou o incidente para as autoridades locais. O policial disse para Joseph pagar pela árvore e ele pagou. Mas o lenhador o ameaçou em seguida, dizendo: ‘nossa briga ainda não terminou’, na frente de todos”, explicou a viúva.

Infelizmente, mesmo Joseph se protegendo no dia seguinte, ficando longe da fazenda, ele foi atacado pelos fulani. “Meu marido foi chamado para ajudar alguns trabalhadores que estavam com uma máquina quebrada, e ele foi. Eu pedi para ele não ir, mas ele queria ajudar os jovens. Ele consertou a máquina e continuou trabalhando com eles até o final do dia. A fazenda foi atacada pelos muçulmanos extremistas. Os jovens conseguiram fugir, mas Joseph decidiu enfrenta-los, ele disse aos trabalhadores que sabia que os fulanis estavam ali por causa dele”, disse Martina.

Um vizinho chegou com a notícia de que Joseph estava gravemente ferido. “Eu comecei a tremer, e fiquei na esperança de que meu marido estivesse apenas machucado. Os irmãos da igreja me acompanharam e tudo o que pudemos fazer foi levar meu Joseph para o cemitério. Eu chorei até as lágrimas secarem, mas senti em meu coração que chorar não vai trazê-lo de volta. Eu fui confortada com a palavra de Deus, olhei para o céu e disse: ‘Senhor, eis-me aqui com meus sete filhos, cuide de nós e cumpra suas promessas em nossas vidas. Eu não tenho nenhuma fonte de renda, por favor, nos ajude”, pediu. Colaboradores da Portas Abertas oraram junto com a família e deu apoio financeiro para esse momento difícil que ainda vão enfrentar.

*Nome alterado por motivos de segurança. Na foto está a Martina e seus filhos.

Pedidos de oração

  • Ore por Martina e seus sete filhos, por paz em seus corações e conforto durante esse período de luto.
  • Peça ao Senhor para que eles sejam abençoados na vida financeira e que continuem abundantes na obra do Senhor, apesar da grande perda.
  • A CAN acusou os pastores fulani pela morte de Joseph. Peça ao Senhor para que haja mais proteção nas fazendas dos cristãos e que o governo possa intervir nesse caso em específico. Ore também pelos perseguidores, para que sejam impactados pelo amor de Cristo.

FontePortasAbertas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.