Cristã perseguida não perdeu a esperança diante da guerra ou das perdas; ela simplesmente deixou que Jesus conduzisse sua vida

4580927

Oula* é uma cristã iraquiana perseverante, que não se deixa abalar pelas circunstâncias difíceis de sua vida. Atualmente, ela vive em um campo de refugiados que fica em Erbil, a quarta maior cidade do Iraque. Antes da guerra, Oula tinha seu próprio negócio em Qaraqosh, mas com a perseguição aos cristãos no país, ela perdeu sua casa e seu salão de cabeleireiro. Na ocasião, toda a família conseguiu sair da cidade em segurança, algumas horas antes do Estado Islâmico invadir a cidade.

“Conhecemos Oula quando ela veio nos pedir ajuda para reiniciar seu trabalho, compramos alguns equipamentos e ela então começou com um pequeno salão em frente a sua cabana. Ela realmente tinha dom para cortar cabelos. No acampamento, havia mais mil famílias, mas as mulheres dali não tinham muito dinheiro para investir nisso. Oula então decidiu se sacrificar para ajudá-las, cobrando menos da metade do preço pelo corte. Tudo correu muito bem até uma ONG abrir um salão o oferecer o trabalho gratuitamente, quando ela perdeu todos os seus clientes”, conta Makruhi*, um colaborador da Portas Abertas que visita muitas aldeias a fim de levar esperança aos cristãos deslocados no país.

Oula não desistiu, e até mesmo sua filha comentou: “Fico impressionada quando vejo que minha mãe continua confiando em Deus, mesmo em circunstâncias tão difíceis”. E Deus a recompensou. “Quando surgiu um novo projeto de artesanato para mulheres, ela se disponibilizou para costurar vestidos especialmente para ‘bonecas iraquianas’. Agora os estrangeiros estão comprando as bonecas como lembrancinhas do Iraque. Deus transformou a tristeza de Oula em alegria, porque ela nunca deixou de confiar na provisão divina. Ela não se apegou ao antigo trabalho, ela se apegou a Deus e Ele a abençoou com um trabalho novo”, contou Makruhi. A história dessa cristã perseguida é um exemplo digno de ser compartilhado. Ela não perdeu a esperança diante da guerra ou das perdas. Ela simplesmente deixou que Jesus conduzisse sua vida.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Motivos de oração

  • Agradeça a Deus pela vida de Oula e pelo seu testemunho tão edificante. Que ela continue sendo esse exemplo entre os cristãos deslocados no Iraque.
  • Ore por todos aqueles que desenvolvem diversos projetos para apoiar os cristãos perseguidos e peça ao Senhor para lhes dar sabedoria e estratégia no desenvolvimento de todos eles.
  • Ore também pelos perseguidores, para que sejam impactados com o amor de Cristo e que tenham suas vidas transformadas através da Palavra.

FontePortasAbertas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.