A perseguição religiosa no Catar está estabilizada, mas os cristãos continuam sendo hostilizados e discriminados

4592033

A perseguição aos cristãos no Catar, um dos países do Oriente Médio, praticamente estabilizou, mas isso não quer dizer que as ações violentas contra a igreja tenham cessado. O país ocupa a 21ª posição na atual Classificação da Perseguição Religiosa, os muçulmanos convertidos ao cristianismo são os mais hostilizados e discriminados, tanto pelo governo quanto pela sociedade de forma geral. Mas nem sempre foi assim, nos primeiros séculos, o cristianismo era muito popular nessas terras, onde havia muitas igrejas e mosteiros.

Com a chegada do islamismo, por volta do século 7, quando o governo decidiu que o islã seria a religião oficial do Estado, o cristianismo praticamente desapareceu. Recentemente, é que os expatriados começaram a entrar no país, especialmente após a descoberta do petróleo. Agora, estima-se que haja cerca de 210 mil cristãos morando no Catar, de diversas nacionalidades. Eles estão espalhados em várias regiões, mas continuam sendo controlados e monitorados pelo governo, sob o pretexto de preocupar-se com a segurança dos catarianos.

Em 2010, a nação decidiu que será a anfitriã da 22ª edição da Copa do Mundo, que vai acontecer em 2022. Essa é a primeira vez na história que um país do Oriente Médio abre suas portas para receber atletas do mundo inteiro. Enquanto isso, existe uma corrida pela vida, de pessoas que se importam em pregar o evangelho para aqueles que ainda não ouviram falar de Jesus. “Vocês não sabem que dentre todos os que correm no estádio, apenas um ganha o prêmio? Corram de tal modo que alcancem o prêmio. Todos os que competem nos jogos se submetem a um treinamento rigoroso, para obter uma coroa que logo perece; mas nós o fazemos para ganhar uma coroa que dura para sempre”. (1 Coríntios 9.24,25). Ore pelos cristãos catarianos.

FontePortasAbertas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.