Hassam e Kuwa compareceram ao Tribunal nesse domingo; eles estão sendo julgados por diversos “crimes”, entre eles dois são puníveis com a morte

4590360

Ontem (domingo), começou a nova fase do julgamento de Hassan Abduraheem Taour e Kuwa Shamal, em meio a rigorosas medidas de segurança. Os dois ficaram presos durante vários meses sem acusação formal. Nesse mês, porém, ambos foram acusados pela justiça sudanesa de vários crimes, sendo dois deles puníveis com a morte.

O promotor disse ao juiz, em Cartum, capital do país, que os réus são responsáveis por conduzir atividades ilegais e também por fornecer materiais aos “rebeldes” no Estado de Cordofão do Sul. Ele também acrescentou que os líderes produziam vídeos com imagens de execuções de cristãos, mortes de civis e aldeias sendo queimadas.

Além disso, o promotor protestou as alegações de Hassam e Kuwa sobre a perseguição aos cristãos no Sudão. Depois disso, documentos e vídeos foram apreendidos, bem como um computador, um celular e pen drives, sob o pretexto de que os acusados tentaram sujar a imagem do governo através de “informações que poderiam exercer uma pressão internacional sobre o país”. O julgamento continua, enquanto isso, em suas orações, interceda por eles. Em breve divulgaremos novas informações.

FontePortasAbertas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.