mosab-hassan-yousef-islamismo

O escritor Mosab Hassan Yousef é um ex-muçulmano convertido ao Evangelho literalmente pelo poder da Palavra, e hoje, dedica sua vida a divulgar a Salvação em Jesus Cristo, e denunciar a sede de sangue dos extremistas islâmicos.

Yousef nasceu em uma família influente da Palestina, uma das fundadoras do grupo terrorista Hamas. Como todos os ligados a essa tradição, via Israel como um inimigo mortal. No entanto, ao ter contato com a Bíblia Sagrada, decidiu estudá-la, e seis anos mais tarde, depois de tê-la comparado exaustivamente com o alcorão, decidiu entregar sua vida a Jesus.

Em uma entrevista ao God Reports, Yousef disse que hoje é um pregador do Evangelho e um intercessor pela paz em Israel, mas que no começo, sua decisão por seguir a Cristo era secreta. “Foi uma coisa muito difícil de fazer”, disse. “Eu assumi os riscos da jornada. No início, eu via Jesus Cristo como um grande professor. Porém, mais tarde, eu passei a adotá-lo como meu Senhor, Deus e Salvador. Foi um processo”, acrescentou.

Em sua opinião, formada pelo grande conhecimento dos bastidores, a guerra no Oriente Médio vai além de questões religiosas, políticas e militares: é espiritual. Yousef aponta essa questão por ter presenciado reuniões ultrassecretas do Hamas, e também por ter sido um espião do Shin Bet, a agência de inteligência de Israel.

“Os muçulmanos têm um grande zelo por seu deus. Eles pensam que têm o Deus Todo Poderoso. Eles acreditam que, se eles explodirem e matarem milhares de judeus — ou qualquer infiel, que é qualquer pessoa fora do corpo do Islã — eles irão para céu e terão as 72 virgens, para desfrutarem de todo o tipo de diversão e fantasias loucas”, afirmou.

Para ele, a constatação de que o islamismo é uma “religião falsa” veio quando se entregou à fé em Jesus: “O deus do islã é mentiroso. Espero que eu não esteja ofendendo ninguém. É meio perigoso dizer isso, mas eu tenho estudado o islã. Minha família começou uma Revolução Islâmica no Oriente Médio. Esse era o nosso negócio. Isso ainda é um negócio da minha família. Depois de quase 20 anos no islã, eu digo que o islã não está indo a lugar nenhum. Minha família e meu povo estão sofrendo por causa deste falso ensino”, lamentou.

Mosab Hassan Yousef alertou ainda que travar uma guerra contra os extremistas muçulmanos é o mesmo que “lutar contra um fantasma”, e que a única forma de derrotar o terrorismo promovido por essa visão religiosa deturpada e desmascarar a religião:

“Temos de lutar contra a sua ideologia. Precisamos lutar contra seu falso deus, seu falso profeta. Nenhum governo no mundo pode lutar contra sua ideologia. Você só pode lutar contra uma ideologia com outra ideologia. Hoje, eu luto contra o deus do Islã, que representa o ódio e a vingança, com um Deus que representa o amor puro e incondicional”, afirmou.

Desde 2007 Yousef vive em San Diego, na Califórnia (EUA), onde é membro da Barabbas Road Church. Desde 2008 sua decisão de seguir a Cristo se tornou conhecida entre amigos e parentes, e em 2010 ele lançou uma autobiografia, contando sua trajetória: “Filho do Hamas: Um relato Impressionante Sobre Terrorismo, Traição, Intrigas Políticas e Escolhas Impensáveis”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.