Os moradores de Mariano Matamoros devem renunciar a sua fé, segundo os líderes do governo ou terão que ir embora

27_Mexico_2014_0280100197

Relatórios da Portas Abertas indicam que as autoridades de Chiapas, um dos Estados do México, continuam pressionando as famílias cristãs a deixarem suas moradias simplesmente por não compactuarem com as crenças religiosas da comunidade local e também por não efetuarem o pagamento das festividades realizadas por eles. Os moradores de Mariano Matamoros devem renunciar a sua fé, segundo os líderes do governo ou terão que ir embora. A solicitação está em desacordo com o 24º artigo da Constituição Mexicana que protege a liberdade de consciência e de religião.

Em 2009, essa situação já se repetiu sistematicamente, afetando mais de cem pessoas, sendo que um terço era de crianças. As autoridades ameaçam cortar os serviços de água e esgoto, confiscar ilegalmente propriedades, negar serviços de saúde e até agir com violência física. Essas medidas vêm sendo tomadas frequentemente contra as famílias cristãs, até que elas não suportam mais a situação e se vêm obrigadas a partir.

Há três anos, os lotes de terra onde essas famílias cultivavam milho, café e frutas, durante muitos anos, foram confiscados. As autoridades chegaram ao ponto de emitir um decreto proibindo transações econômicas com eles, quem desobedecesse teria que pagar uma multa de 5 mil pesos (cerca de 280 dólares). O México ocupa o 40º lugar na atual Classificação da Perseguição Religiosa e o número de registros de incidentes violentos contra os cristãos é cada vez maior. Em suas orações, interceda pela igreja mexicana.

Fonte: Portas Abertas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.