O “Ide” é um chamado que continua ativo, pois uma pesquisa recente concluiu que aproximadamente 3,1 bilhões de pessoas nos dias atuais ainda não ouviram falar de Jesus Cristo.

O levantamento foi feito pela organização cristã Joshua Project, que se dedica a identificar e mapear os grupos étnicos que mais precisam de atenção das agências missionárias.

Em termos de percentual, esse número é quase metade da população atual do planeta: 42,3%. E o pior cenário de difusão da mensagem do Evangelho é a Ásia, onde cerca de 60% dos habitantes nunca ouviram falar de Jesus.

De acordo com informações da Rede Super, a Joshua Project usa uma escala para definir o nível de penetração do Evangelho nos países, o que ajuda formar um panorama de compreensão a respeito de quais etnias não foram alcançadas.

Nesse cenário, quando um grupo tem mais de 10% de cristãos, então ele passa a ser considerado “significativamente alcançado”. Caso esse número varie entre 2% e 10%, é classificado “parcialmente alcançado”, e com taxas inferiores a 2%, a escala o considera “minimamente alcançado”.

Quando o cenário é olhado do ponto de vista de países, a organização considera “pouco alcançados” aqueles que tem mais de 50% de cristãos professos, mas não praticantes, que é o caso da região leste no continente europeu.

Os países classificados como “não alcançados” são aqueles que têm menos de 2% de evangélicos e menos de 5% de cristãos professos, como é a atual situação da Índia, que tem a segunda maior população do mundo.

No Brasil, que tem 309 grupos étnicos diferentes mapeados pela Joshua Project, existem 29 que ainda não foram alcançados. No entanto, esses grupos são uma minoria, pois apenas 0,1% do Brasil ainda não teve a oportunidade de conhecer Cristo, o que soma pouco mais de 118 mil pessoas.

Os países que mais precisam de missionários são a Saara Ocidental, que tem 99,9% da população muçulmana, e o Marrocos, onde existem apenas 12 mil cristãos professos, o que soma 0,2% da população.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.