Um crime bárbaro foi registrado na última semana, na cidade de Campina Grande (PB). Uma mãe foi presa sob suspeita de ter matado o próprio filho, de seis anos de idade, com mais de 50 golpes de faca.

O caso chocou os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) – que foram acionados pelos vizinhos que ouviram os gritos do menino – e também os policiais que atenderam a ocorrência.

Presa em flagrante, Sônia Paula Soares Martinho, de 39 anos, poderá pegar entre 12 e 30 anos se for condenada. Ela foi autuada por homicídio qualificado, segundo informações da TV Correio.

De acordo com o delegado Gustavo Leite, responsável pelo caso, Sônia estava completamente descontrolada, e dizia coisas desconexas na delegacia. “Sou a princesinha de satanás”, afirmou ela enquanto aguardava para depor.

Seu filho, Kaio Márcio Soares Nóbrega Marinho, de cinco anos de idade, foi encontrado pelos socorristas já morto, com o órgão genital amputado e mais de 50 facadas. O delegado contou que a cena encontrada pelos policiais era forte.

Quando foi levada sob custódia para a viatura, Sônia gritou: “O grande El Shaddai, vocês sabem muito bem, vão pagar um alto preço por ter servido a satanás”, disse. Seu filho era autista e descrito pelos vizinhos como uma criança carinhosa.

“A todo momento ela alega que foi o pai dela que mandou fazer isso”, comentou o delegado, que informou também que Sônia vivia sozinha em um quarto alugado nos fundos de uma casa, no bairro São José, centro de Campina.

A proprietária do imóvel estava abalada e não quis falar com a imprensa para comentar o crime bárbaro. Veja a reportagem da TV Correio, afiliada da Record:


Cidade Alerta -Mulher esquarteja filho de seis… por tvcorreio

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.