“Durante a prisão Deus trabalhou poderosamente em minha vida, me fazendo experimentar a compaixão pelos perseguidores; depois de tudo o que vivi, estou preparada para orar por eles”

4492100

Quando Sarah foi chamada por Deus para exercer um ministério no ocidente, ela era apenas uma adolescente. Antes de partir do Irã, porém, ela passou pela dura experiência da prisão, assim como milhares de cristãos perseguidos. Deixar para trás seu país, sua casa e sua família não foi fácil, mas ela garante que Deus a sustenta a todo o momento. “Durante a prisão Deus trabalhou poderosamente em minha vida, me fazendo experimentar a compaixão pelos perseguidores. Depois de tudo o que vivi, estou preparada para orar por eles”, afirma.

Aos 17 anos, Sarah foi para a Inglaterra estudar teologia e confessa que foi impactada por um grande “choque cultural” como ela descreve. “Foi algo muito bom, apesar da saudade de casa, eu precisava encontrar minha própria identidade, além disso, no Irã eu jamais teria esse tipo de estudo. Aprendi inglês, e foi muito difícil para mim. Culturalmente falando, percebi que as pessoas achavam que no Irã éramos incultos. Voltei para casa depois de quase 4 anos e demorei quase 1 para me readaptar. As experiências e lembranças sempre foram grandes lições e eu as considero insubstituíveis. Viver entre os muçulmanos, encarar a realidade da perseguição e servir a Deus nesse contexto é o maior presente que já recebi de Deus em minha vida”, testemunha a cristã.

A iraniana vem ao Brasil dar o seu testemunho, entre os meses de junho e julho, nos estados de Rio de Janeiro e São Paulo. Se você quer ver e ouvir de perto a história de uma mulher que conhece a realidade de ser prisioneira por causa de sua fé e que, mesmo sendo perseguida pelo governo, teve a ousadia de atender ao “ide” do Senhor e pregar aos perdidos em outras nações, acompanhe a agenda da Portas Abertas e compareça em uma das reuniões. Em suas orações, interceda pelo ministério de Sarah.

Fonte: Portas Abertas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.